terça-feira, 30 de junho de 2020

Cartão da adição?

Vamos ouvir as explicações dos mais novos...vamos perceber como funciona o cartão da adição.






domingo, 28 de junho de 2020

Projeto 10 minutos a LER


Setembro chegará com mais um projeto  "10 minutos a LER", com ele verba para aumentar o nosso fundo documental e para melhor podermos concretizar a nossa missão como Biblioteca Escolar. Deixamos a contextualização do projeto.

A ciência e a observação empírica têm mostrado amplamente o quanto o contacto com o livro e a prática regular da leitura são indispensáveis para o desenvolvimento do gosto de ler, a consolidação dos hábitos leitores e o aumento das competências de literacia. Quem lê, lerá sempre mais e melhor, e ficará mais bem preparado para a vida. É por isso que ler todos os dias é tão importante.
Para estimular a criação de uma rotina de leitura na família, nas creches, nos jardins de infância, nas escolas, na academia, no trabalho e no lazer, o Plano Nacional de Leitura (PNL2027) lançou o repto: Ler sempre. Em qualquer lugar.
É no âmbito deste repto que se enquadra o desafio dirigido às escolas dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário da rede pública, para que instituam no seu quotidiano a atividade diária da leitura por prazer. Esta pode ter lugar a qualquer hora e em qualquer espaço e contexto escolar, formal ou não-formal: na sala de aula, na biblioteca, nos laboratórios, no refeitório, no ginásio, no pátio, … Não interessa onde se lê, mas que a todos seja dada a oportunidade de o fazer todos os dias, escolhendo para tal um texto da sua preferência.

História do Dia: As minhas férias de verão



No ano passado, eu e a minha família fomos passar as férias de verão no local onde a Alice conheceu o rapaz que se transformava em golfinho.
Um dia, eu andava a apanhar conchas e pedras junto ao mar quando de repente vejo um golfinho a mergulhar. Parei e fiquei a observá-lo. Era lindo e majestoso! Perguntei a mim mesmo:
 - Será que é o rapaz? Gostaria tanto de o conhecer!!
Quando estava prestes a regressar para a beira dos meus pais, apareceu um rapaz um pouco mais velho do que eu. Deveria ter dez anos, não muito mais.
- Olá! Apanhaste muitas conchas? – perguntou-me.
- Olá! Algumas! – respondi-lhe.
- Desculpa, nem disse o meu nome! Sou o Miguel! – disse.
- Eu chamo-me Gonçalo! – disse-lhe.
-  Gonçalo, não és daqui, pois não? Nunca te tinha visto aqui?
- Não, sou de Valadares, uma vila que pertence ao concelho de Vila Nova de Gaia e ao distrito do Porto! Conheces?
- Não! Mas sei onde fica o Porto! Tenho uma amiga que vive no Porto! – declarou.
- Tu não és o rapaz que se transforma em golfinho? – interroguei.
- Como tu sabes isso? Andaste a falar com a Alice? – perguntou o rapaz admirado.
- Sim! Eu e a Alice somos amigos! Conhecemo-nos no Facebook e ela contou-me! Fiquei muito curioso e sugeri aos meus pais que viéssemos passar aqui as férias!
- A sério?! – questionou o rapaz surpreendido.
-  Sim! E agora estou contente por te conhecer! – afirmei, sorrindo-lhe.
- Então, vamos combinar uma coisa! Todos dias venho aqui, sempre por voltas das 16h, nadar e apanhar conchas e ouriços-do-mar. Se quiseres, podes vir ter comigo e brincamos juntos. – disse o rapaz.
- Ok. Combinado! – respondi-lhe muito contente.
A partir desse dia, encontramo-nos todos dias e divertimo-nos muito até às minhas férias acabarem. Na última tarde, o rapaz ofereceu-me uma concha muito bonita, pintada e decorada. E pediu-me para eu entregar um colar feito de búzios pequenos à Alice. Eu agradeci-lhe, despedimo-nos e prometemos falar um com outo através do Messenger.


Gonçalo Marques (3MAR)

sábado, 27 de junho de 2020

Visita ao Oceanário

O Gonçalo Marques (3MAR), voltou a levar-nos a mais uma visita ao Oceanário de Lisboa. Fica o relato, para tal basta premir a imagem.


Mar

Partilhamos mais um trabalho realizado pelos alunos do 3MAR sobre o mar. Para visualizar o trabalho basta premir a imagem.




O Homem sonha...

 A propósito da missão Crew Dragon que partiu a  30 de maio para a Estação Espacial Internaciona, foi proposto aos alunos da turma 4VC que. a partir da recuperação de materiais (rolos de papel, restos de cartão, garrafas de sumo ou de água, restos de papéis, botões,…), construíssem foguetões. Os trabalhos ficaram registados num livro digital.
A missão correu  como estava previsto, antecipando até alguns dos horários definidos. Depois do cancelamento do lançamento da missão comercial na última quarta feira devido ao mau tempo, ontem fez-se história na missão que une a SpaceX e a NASA, recuperando a partida de astronautas do território norte americano, o que já não acontecia desde 2011 com o fim do Space Shuttle.
Houve sorrisos e abraços, e Douglas Hurley e Robert Behnke juntaram-se à expedição 63, com o astronauta da NASA, Chris Cassidy, e os cosmonautas russos Ivan Vagner e Anatoly Ivanishin. Com a emoção, Douglas Hurley  ainda bateu com a cabeça e mostrou-se preocupado, mas parece não ter ficado com danos visíveis. Fica o vídeo em direto.
Curiosidade

Sabias que já existe turismo espacial? É verdade! É um fenómeno recente que consiste em viagens espaciais realizadas por indivíduos com propósitos não científicos, de puro lazer. Atualmente o turismo espacial está aberto apenas a indivíduos excecionalmente ricos, e o transporte é assegurado pelo programa espacial russo, através de um acordo comercial com a empresa norte-americana Space Adventures.
As principais atrações no turismo espacial é a própria experiência em si, a fantástica sensação de observar a Terra desde o espaço (descrito pelos astronautas como extremamente intenso e impressionante), a elevação do status quo (poder dizer eu estive no espaço), e as vantagens da ausência de gravidade — potencial para desportos extremos e benefícios na saúde, especialmente para pessoas idosas.
Além do custo de milhões de dólares cobrado pela viagem, o candidato a turista espacial precisa passar por uma série de testes físicos e médicos - podendo ser reprovado e impedido de viajar caso apresente alguma anomalia ou deficiência em qualquer etapa do treino - além de um treino intensivo de seis meses na Cidade das Estrelas (cidade de treino para astronautas) simulando 

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Ainda a propósito dos santos populares






Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura.



Para assinalar o dia de hoje, o 8.º D partilha convosco o trabalho desenvolvido no âmbito do projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular.

O Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura é o dia 26 de junho. O objetivo deste dia é alertar para a necessidade de apoio a todas as vítimas de tortura, que sofrem maus tratos silenciosamente e frequentemente por todo o mundo. A data sublinha que a tortura, além de ser uma violação dos Direitos Humanos, é um crime. O apelo é feito sobretudo aos Estados, que se devem prontificar a erradicar a prática da tortura.
O Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura foi instituído em 1997 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, com vista à erradicação da tortura e à aplicação da Convenção contra a Tortura e Outras Penas ou Tratamentos Cruéis, Desumanos ou Degradantes (resolução 39/46, criada a 26 de junho de 1987).
O apoio à vítima em Portugal faz-se pela APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, e começa com uma chamada gratuita para a linha de apoio das 9h às 21h dos dias úteis (número 116 006).

The International Day in Support of Victims of Torture is June 26th. The aim of this day is to make people aware of the need to support all victims of torture, who are silently and frequently mistreated throughout the world.
The date underlines that torture, in addition to being a violation of human rights, is a crime. The appeal is made mainly to States, which must be willing to eradicate the practice of torture. The International Day in Support of Victims of Torture was established in 1997 by the United Nations General Assembly, with a view to the eradication of torture and the implementation of the Convention against Torture and Other Cruel, Inhuman or Degrading Treatment or Punishment (resolution 39/46, created on June 26, 1987).
Victim support in Portugal is done by APAV - the Portuguese victim support association, and begins with a free call to the helpline (number 116 006) from 9am to 9pm on working days.

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Ovos Misteriosos (3)

A turma 2VC, após a audição da obra Os ovos misteriosos, construíram, escreveram e ilustraram os seus livros. Fica o trabalho da Mariana.


Os ovos misteriosos (2)

A turma 2VC, após a audição da obra Os ovos misteriosos, construíram, escreveram e ilustraram os seus livros. Fica o trabalho do Hugo.






Ovos Misteriosos

A turma 2VC, após a audição da obra Os ovos misteriosos, construíram, escreveram e ilustraram os seus livros. Fica o trabalho da Alice.










A Lili ganhou forma!

A Lili, mascote das Bibliotecas do Agrupamento de Valadares, já ganhou forma! Foi um fantástico trabalho realizado pela família da Adriana Vasconcelos, da Escola Básica de Cadavão, a sua criadora.




Ainda Cheira a São João...





Caravelas

Disponibilizamos o portefólio com os trabalhos dos alunos das turma: 5.ºB, 5.ºH, 5.ºF e 5.ºJ, realizados na disciplina História e Geografia de Portugal.


quarta-feira, 24 de junho de 2020

As quadras são como as sardinhas...

 
Lucas (3 MAR)

S.João

São João
São João
Quem me dera uma planta de verão
Podes dar-me a tua
Se ficares sem nenhuma
Não te preocupes, eu dou-te uma


Verão 
Verão
Estamos a chegar
E também no São João 
Estaremos a festejar


Sol 
Sol
Estou a caminho
Mas não te esqueças 
Do nosso amigo manjeriquinho


São João meu amigo
Dia de festa e romaria
Se comesse uma sardinha
Que bem que me sabia


Vou ter o meu martelo
Só não tenho o meu balão
Porque agora não permitem
O mais divertido do São João


Era o que mais gostava
Divertia-me a valer
Agora o martelo e o manjerico
É tudo o que posso ter


Com o martelo bato, bato
Brinco, brinco sem parar
Com a professora e amigos
A festa não vai acabar

Íris Correia (3MAR)




Pedro

S.João Folião

BANNER 70X100 BANDEIROLA SÃO JOÃO (JPG) – Santa IdeiaMeu S. João Folião,
É na Escola da Marinha
Que começa a animação
A bailar e a comer sardinha
Na broa ou no pão!


Na Escola da Marinha
É festejado o S. João
Com arraial e bailarico
Como manda a tradição,
Não faltando o manjerico!

Meu rico S. João,
Dá-me um balão,
Para eu brincar
E sardinhas para comer
Música para bailar
Até o dia amanhecer!

S. João é já amanhã,
Vou preparar o meu manjerico,
Vou feliz para o bailarico,
Sardinhas vou comer
E assim será até amanhecer!

Meu rico S. João,
É com alegria e animação
Que, com o manjerico
Na minha mão,
Irei para o bailarico!

É no arraial do S. João,
Que o Gonçalo,
Muita martelada irá dar
Nas cabeças da multidão

Gonçalo Marques (3MAR)

terça-feira, 23 de junho de 2020

Quadras de S. João


Deixamos um cheirinho a S. João pelo 3MAR!


Este ano o S. João é diferente
Mas não nos impede de festejar
Vou comer tantas bifanas
Que até vou engordar!
Ariana


No S.João
As sardinhas vou comer
Os balões vou lançar
E os amigos vou rever!
Carolina


Ó meu rico S. João
Meu santo milagreiro
Faz com que os meus pais
Ganhem muito dinheiro!


Ó meu rico S. João
Meu santo milagreiro
Faz com que me porte bem
Durante o ano inteiro!
Henrique

No dia de S. João
Vou lançar um balão
Quando o vir desaparecer
Na Escola da Marinha estará outro a’parecer.

Na Escola da Marinha 
os manjericos fresquinhos
São belos e verdes
Há grandes e pequeninhos
Com quadras para lerdes

Inês Sá

Fui comprar um manjerico
Deram-me um lindo balão
Fui dançar ao bailarico
Comi sardinha com pão.

Lucas

Os manjericos fresquinhos
São muito belos e verdes
Há grandes e pequeninhos
Com quadras para aprenderes

Margarida

Que dia maravilhoso,
Ó meu rico S. João.
Brincamos com martelos
E cantamos a canção!

Rafael Duarte

Neste S. João
Vai ser tudo diferente
Por causa deste Coronavírus 
Que veio afetar toda a gente!

Diego Caldas


O S. João 
Todos vamos festejar
Encher o balão
E lançá-lo ao ar!
Ó, meu rico S. João
Não há escola como a minha!
Há muita alegria e diversão
Cá na escola da Marinha!


Estudamos e aprendemos bastante
Os amigos são aos pares
Fazer amizade com alegria,
Na melhor escola de Valadares!


David Campelo

Anda cá, balão 
Para eu brincar, 
Porque no São João 
Todos têm que festejar.


Na escola da Marinha 
Não nos podemos juntar,
Este ano veio o covid
Só para atrapalhar!


No São João, sardinhas 
Vou comer e marteladas dar
Achava o covid, que 
A nossa festa ia estragar

Matilde Silva


Que rico S. João,
Vamos entoar esta canção
Levar marteladas na cabeça
E comprar um manjericão!

Yara

Uma imagem com amarelo

Descrição gerada automaticamente