domingo, 28 de junho de 2020

História do Dia: As minhas férias de verão



No ano passado, eu e a minha família fomos passar as férias de verão no local onde a Alice conheceu o rapaz que se transformava em golfinho.
Um dia, eu andava a apanhar conchas e pedras junto ao mar quando de repente vejo um golfinho a mergulhar. Parei e fiquei a observá-lo. Era lindo e majestoso! Perguntei a mim mesmo:
 - Será que é o rapaz? Gostaria tanto de o conhecer!!
Quando estava prestes a regressar para a beira dos meus pais, apareceu um rapaz um pouco mais velho do que eu. Deveria ter dez anos, não muito mais.
- Olá! Apanhaste muitas conchas? – perguntou-me.
- Olá! Algumas! – respondi-lhe.
- Desculpa, nem disse o meu nome! Sou o Miguel! – disse.
- Eu chamo-me Gonçalo! – disse-lhe.
-  Gonçalo, não és daqui, pois não? Nunca te tinha visto aqui?
- Não, sou de Valadares, uma vila que pertence ao concelho de Vila Nova de Gaia e ao distrito do Porto! Conheces?
- Não! Mas sei onde fica o Porto! Tenho uma amiga que vive no Porto! – declarou.
- Tu não és o rapaz que se transforma em golfinho? – interroguei.
- Como tu sabes isso? Andaste a falar com a Alice? – perguntou o rapaz admirado.
- Sim! Eu e a Alice somos amigos! Conhecemo-nos no Facebook e ela contou-me! Fiquei muito curioso e sugeri aos meus pais que viéssemos passar aqui as férias!
- A sério?! – questionou o rapaz surpreendido.
-  Sim! E agora estou contente por te conhecer! – afirmei, sorrindo-lhe.
- Então, vamos combinar uma coisa! Todos dias venho aqui, sempre por voltas das 16h, nadar e apanhar conchas e ouriços-do-mar. Se quiseres, podes vir ter comigo e brincamos juntos. – disse o rapaz.
- Ok. Combinado! – respondi-lhe muito contente.
A partir desse dia, encontramo-nos todos dias e divertimo-nos muito até às minhas férias acabarem. Na última tarde, o rapaz ofereceu-me uma concha muito bonita, pintada e decorada. E pediu-me para eu entregar um colar feito de búzios pequenos à Alice. Eu agradeci-lhe, despedimo-nos e prometemos falar um com outo através do Messenger.


Gonçalo Marques (3MAR)

Sem comentários:

Publicar um comentário