quarta-feira, 1 de julho de 2020

História do Dia: Os três porquinhos

Partilhamos à versão do Gonçalo Marques (3MAR)

Era uma vez um lobo de quem todos tinham medo e lhe chamavam de Lobo Mau.
Um dia, o Lobo Mau cheio de fome bateu à porta do mais novo dos três irmãos porquinhos. Este espreitou pelo “olho” da porta, viu que era o Lobo Mau e perguntou-lhe:
- O que queres? Vai-te embora!
- Por favor, abre a porta! – pediu o Lobo Mau.
- Se eu abrir, tu vais comer-me! – respondeu o porquinho assustado.
- Não, não vou! Apenas quero que me arranjes alguma comidinha! Vá lá! – disse o Lobo a choramigar.
O porquinho aproveitou que o Lobo Mau estava distraído e fugiu para casa do seu irmão do meio.
- Abre a porta, rápido! – gritou o porquinho aflito.
- Que aflição é essa, irmão? - questionou o outro porquinho.
- O Lobo Mau está à minha porta! Diz que tem fome! Fiquei com medo e fugi! – explicou o porquinho mais novo.
- A sério?! Então, porque não lhe deste comida? – perguntou o irmão do meio, admirado.
- Tive tanto medo, que não consegui pensar direito! – disse o irmão mais novo.
- Ok. Se ele vier cá bater à porta, vamos dar-lhe comida para ele ficar calmo! – retorquiu.
- Não será perigoso abrir a porta? – interrogou o mais novo, com medo.
- Não! Primeiro vamos chamar o nosso irmão mais velho, para nos ajudar!
Saíram, foram até a casa do irmão mais velho e contaram-lhe o que se estava a passar. O irmão mais velho disse-lhes:
- Tenham calma! O pobre animal deve estar cheio de fome! Depois do incêndio, os animais que sobreviveram fugiram da floresta! Vamos lá ajudá-lo!
Pegaram num saco, encheram-no com comida e foram ter com o Lobo Mau.
- Toma lá este saco! Está cheio de comida! – disse o mais velho dos porquinhos.
- Obrigado! Já não como há imensos dias! Estou tão fraco que mal me aguento de pé! – respondeu o lobo com alguma dificuldade.
- Come devagar para não te fazer mal! – disseram, em coro, os três porquinhos ao verem o lobo a comer tão depressa.
- Estou esfomeado! Não consigo controlar-me! - afirmou o lobo com a boca cheia.
Os três porquinhos fizeram companhia ao Lobo Mau enquanto este ia comendo e foram planeando como iam ajudá-lo dali em diante.
Vitória, vitória! Acabou a história!           

1 comentário: